Abelhas Jataí

Abelhas Jataí – Espécie de abelha sem ferrão mais popular no Brasil.

Abelhas Jataí – A palavra “jataí” é de origem indígena e vem da língua tupi antigo “yata’ i”. As abelhas jataí fazem parte da tribo das Trigonas.

Abelhas Jataí
Abelhas Jataí

Nome Popular: Jataí.


Nome Científico: Tetragonisca Angustula, Tetragonisca Fiebrigi, Tetragonisca Weyrauchi.


População: 5 mil abelhas.


Alcance de voo: 1 km.


Tamanho de Caixa INPA: Ninho e sobre ninho 12x12x7. Melgueira 12x12x5.


Distância entre colônias: de 1,5 metro a 2 metros de distância


Produção de mel: 1 kg por ano


Abelhas Jataí são encontradas em todas as regiões do Brasil. Assim é considerada a abelha sem ferrão mais popular do país. Abelhas Jataí são facilmente encontradas em centros urbanos. Principalmente em troncos de árvores mais velhas, localizadas em praças ou até mesmo em calçadas.

Abelhas jataí são conhecidas por sua robustez, assim vivem no frio do inverno do sul ao calor do centro e norte do país.

Existem 3 espécies de abelhas jataí. Tetragonisca angustula (Latreille, 1811), Tetragonisca fiebrigi (Schwarz, 1938) e Tetragonisca weyrauchi (Schwarz, 1943).

A diferença entre Tetragonisca angustula e Tetragonisca fiebrigi fica no mesepisterno da abelha. Por exemplo nesta imagem podemos observar a diferença das espécies de abelhas jataí. Por exemplo na imagem A, podemos observar o mesepisterno preto da  Tetragonisca angustula. Por exemplo na imagem B, observamos o mesepisterno amarelo da Tetragonisca fiebrigi. Na imagem C, podemos observar por exemplo, uma abelhas jataí mestiça, com a caracteristicas das outras duas abelhas.

Abelhas Jataí - Diferenças
Abelhas Jataí – Diferenças

Tetragonisca weyrauchi, também conhecida como Abelha Jataí Acreana tem caracteristicas um pouco diferentes das outras duas espécies.

Jataí Acreana
Jataí Acreana

Morfologia

As abelhas jataí tem coloração amarelo dourado e possuem corbículas(aparelho coletor de pólen) pretas. Esta abelha sem ferrão é muito mansa, portanto sua criação é bastante simples. Então sua defesa contra ameaças são mordidas e/ou a utilização de cerume para grudar em sua ameaça. Assim as abelhas jataí podem ser criadas perto de pessoas e animais sem oferecer riscos para ninguém nem mesmo a elas próprias.

Organização

Assim como todos os apídeos, as jataís possuem uma sociedade organizada dividida em: operárias, zangões e rainha. Portanto a colônia de Abelhas Jataí possui uma média de 5.000 (5 mil) abelhas.

Operárias:

São abelhas pequenas com comprimento de aproximadamente 5mm. Possuem abdômen dourado, cabeça e tórax preto. Possuem mandíbulas que são usadas como armas contra ameaças à colônia. As operárias exercem funções de faxineiras, sentinelas e coletoras. As operárias voam até 1 quilometro para coletar néctar, pólen e resina. Assim a quantidade de operárias em uma colônia varia de algumas centenas e podem chegar até 5 mil abelhas por colmeia.

Zangões:

São abelhas muito parecidas com as operárias, apenas possuem um abdômen um pouco mais longo. Portanto sua função em uma colméia é fecundar a rainha virgem, portanto existem pouquíssimos zangões em uma colméia.

Rainha:

É uma abelha completamente diferente das demais, possui um abdômen muito grande, assim faz com que a rainha não consiga voar. Possui aproximadamente 10 mm de comprimento. Uma rainha chega a colocar 50 óvulos por dia. A rainha virgem voa somente para ser fecundada e formar uma nova colônia.

As rainhas virgens nascem de uma célula real, onde é depositado mais alimento no momento em que a rainha faz a postura. A célula real é muito maior que as células de crias normais, assim como pode ser visto na imagem abaixo. As Abelhas Jatai fazem parte da tribo das abelhas trigonas e o nascimento de uma rainha é a principal diferenças entre Trigonas e Meliponas.

Diferença entre Trigonas e Meliponas - Trigonas - Célula Real
Diferença entre Trigonas e Meliponas – Trigonas – Célula Real

Ninho

O ninho construídos pelas abelhas jataí são circulares. O ninho é utilizado para proteger os discos de cria e é feito de batume que é uma mistura de cera e resina. Portanto os discos de cria são totalmente envolvidos pelo batume, deixando os discos de cria no centro deste invólucro.

Ninho Abelhas Jataí
Ninho Abelhas Jataí

Os discos de cria são construídos no sentido horizontal em camadas sobrepostas. O ciclo de reprodução geralmente se da dos discos inferiores para os superiores, ou seja, quando nos discos superiores tem ovos as células de cria inferiores estão com abelhas nascendo e prontas para receber novos ovos. Assim gerando uma sequência de reprodução.

A entrada do ninho é construído um tubo de cera característico das abelhas jataí. Ao escurecer as abelhas fecham esta entrada para a proteção do ninho. Este tubo tem pequenos furinhos que servem para controlar a entrada de ar no ninho.

Mel

O mel das abelhas Jataí é bastante suave e muito saboroso. Portanto é bastante procurado por suas propriedades medicinais anti-inflamatórias. Assim é muito indicado para o tratamento de resfriados, bronquite, glaucoma e catarata. Além de mel, as abelhas jataí produzem própolis, cera e pólen. Uma colmeia de abelhas jataí produz em média 1 kg de mel por ano, mas isso vai depender muito da disponibilidade de flora de sua região.

Como Criar Abelhas Jataí

Como criar abelhas jataí? As abelhas jataí são abelhas nativas em abundância no Brasil, a sua criação é bastante simples portanto ela exige cuidados mínimos. Então recomendamos você a ler sobre como Iniciar na Meliponicultura.

Primeiramente você precisa ler sobre Aquisição de Colônias que podem ser de duas maneiras distintas. A primeira é comprando um enxame de um meliponicultor autorizado a vender enxames.

A segunda maneira é utilizando ninhos isca para a captura das abelhas jataí. A isca pet geralmente é feita com uma garrafa pet enrolada por jornal para dar um conforto térmico ao ninho e por cima do jornal é enrolado por um plástico preto para deixar a isca totalmente escura. Então a isca pet deve ser banhada por atrativo para abelhas sem ferrão na parte interna da isca.

Capturar Abelhas Jataí

Com a sua isca pet pronta em mão você deve posicioná-la na natureza. Para uma melhor captura é importante você armar a isca pet perto de um enxame de abelhas jataí. Procure uma árvore grossa a uns 10 metros de distância de um ninho de abelhas jataí. Amarre a isca pet a uma altura de até 1 metro e meio do chão e aguarde a captura.

Quando você observar movimentação e perceber que as abelhas jataí fizeram o canudo de entrada na isca pet você deve aguardar pelo menos 60 dias para levar a isca pet para seu meliponário, pois a colônia capturada depende da colônia mãe nos primeiros 60 dias antes de se tornar uma colônia independente.

Passado este período você deve pegar a isca pet com o enxame à noite quando todas abelhas estão dentro da colônia e leva-lo para o seu meliponário. Posicione a isca pet no local definitivo do enxame e aguarde de 5 a 10 dias para fazer a transferência para uma caixa racional.

Depois que você tiver sucesso em sua captura de abelhas jataí, finalmente é hora de se preocupar com a caixa em que elas se desenvolverão assim que serem transferidas da isca. Existem vários Modelos de Caixas para Abelhas sem Ferrão.

Caixas Para Abelhas Jataí

Geralmente elas se desenvolvem muito bem em dois tipos de caixas bastante conhecidas pelos meliponicultores, caixas INPA e caixas jataí AF inteligente. Assim fica a seu critério a escolha de qual caixa usar e lembre-se que é muito importante a padronização das caixas de seu meliponário para que facilite na hora de divisão de enxames e coleta de mel.

Defina onde será seu meliponário. As abelhas nativas procuram na natureza locais sombreados e com pouca incidência de vento. Então quando você for decidir onde será instalado seu meliponário, leve em conta esses dois fatores sombra e pouco vento. Também é interessante instala-lo em um local de fácil acesso, para não haver dificuldades na hora de manejo no monitoramento dos enxames.

Transferência de Abelhas Jataí

Depois do período entre 5 e 10 dias que sua isca esta no seu meliponário se acostumando com o novo ambiente é o momento de fazer a transferência para a caixa que você escolheu utilizar. Abra a garrafa pet com muito cuidado para não danificar o ninho. Posicione o ninho na sua caixa e coloque na caixa somente os potes de mel e pólen que não foram danificados neste procedimento. Potes danificados atraem forídeos que podem exterminar com o enxame rapidamente.

Cuide para transferir todas as abelhas que estavam na isca pet para a nova caixa, especialmente as abelhas que não voam. Para isso utilize um sugador de abelhas fica muito fácil fazer a captura das abelhas da pet para passar para a caixa.

Depois de concluída a transferência, lacre toda a caixa com fita crepe para evitar o ataque dos inimigos naturais das abelhas jataís.

Após a transferência do seu enxame, é muito importante que essa colméia seja monitorada. Nosso post sobre monitoramento de enxames explica detalhadamente o que é preciso fazer para acompanhar o desenvolvimento do seu novo enxame.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.