Transferência de colônias

Transferência de colônias – Veja o passo a passo de como fazer uma transferência de colonias de forma segura e correta. Transferência de isca pet para caixa

Transferência de colônias – A captura pode ser definida como o processo de transferência de uma colônia de seu habitat natural para uma colmeia. É importante lembrar que esta prática é proibida.

A transferência é o processo de substituição de uma colmeia por outra.

Geralmente é realizada para trocar o modelo de colmeia utilizado (caixa rústica, cortiço ou ninhos-isca para colmeia racional, por exemplo) ou retirar uma colônia de uma caixa em estado avançado de degradação.

Ambos os processos, captura ou transferência, devem ser realizados preferencialmente entre as 8h e 11h de dias ensolarados, seguindo os seguintes passos:

Transferência de colônias

-Retirar o máximo possível de potes de alimento que podem ser movidos sem derramar mel ou pólen no ninho. Deixar esses potes em um recipiente separado e não ainda na caixa nova;

Retirando potes de mel
Retirando potes de mel

-Separar o ninho dos potes de alimento restantes e colocá-lo dentro da nova colmeia;

Retirando o ninho
Retirando o ninho

-A rainha geralmente está junto do ninho e também deve ser transferida. Cuidado para que não seja tocada com as mãos. É aconselhável usar um pedaço de cera para conduzi-la à nova morada;

-Coletar as abelhas que não voam, depositá-las em um recipiente e colocá-las dentro da nova colmeia;

-Separar os potes de alimento não danificados em um recipiente fechado e guardá-los, pois serão utilizados no dia seguinte. Ou seja, nada de alimento deve ser colocado na nova colmeia no ato da transferência. Caso os potes intactos estejam melados com mel ou pólen, lavá-los cuidadosamente em água corrente e secá-los com pano de prato limpo. Os potes danificados podem e devem ser consumidos pelo meliponicultor;

-Fechar a nova colmeia e depositá-la na mesma posição da antiga, com a entrada exatamente no mesmo local que estava a anterior. Este detalhe é de extrema importância para que as campeiras reconheçam a nova morada e assumam rapidamente os trabalhos de manutenção;

-Fechar as frestas ou junções dos módulos da caixa com fita crepe;

-24 horas após a captura ou transferência, alimentar a colônia. A mesma pode ser alimentada com os potes reservados no dia anterior ou com alimento artificial

Vedação da nova caixa
Vedação da nova caixa após a Transferência de colônias

fonte: Manual Tecnológico Mel de Abelhas sem Ferrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *