Categorias
Criação de Abelhas

Transferências de Abelhas Nativas

Transferências de Abelhas Nativas sem ferrão

Veja o passo a passo de como fazer transferências de Abelhas Nativas sem Ferrão de forma segura e correta.

Transferência de isca pet para caixa racional

Transferências de Abelhas Nativas sem ferrão – O processo de transferência de abelhas pode ser feito por três motivos. O primeiro são as transferências de abelhas após as capturas de enxames em uma isca. o Segundo são as transferências de abelhas de caixas rústicas para caixas padrão. E o terceiro são as transferências de abelhas de caixas com degradação avançada.

Os processos de transferências de abelhas nativas sem ferrão devem ser realizado preferencialmente entre as 8 horas e 11 horas da manhã de dias ensolarados. Assim proporciona uma menor variação de temperatura interna da caixa. Portanto é muito importante fazer a transferência em um dia que a temperatura esteja acima dos 23 ºC.

Transferências de Abelhas Nativas sem Ferrão

Passo a passo de como fazer as transferências de abelhas nativas sem ferrão de forma correta sem correr riscos.

Transferências de Abelhas Nativas sem ferrão – Iscas Pet

Após constatada a captura de abelhas em isca pet deve-se esperar no mínimo 30 dias para fazer a transferência para uma caixa padrão. Assim passado o tempo em que o enxame é dependente do enxame mãe deve-se levar a isca pet a noite para o local DEFINITIVO.

Deve-se respeitar a distância mínima do raio de ação de cada espécie(ex: Jataí 1km) para levar a isca do local da captura até o local DEFINITIVO. Assim as abelhas campeiras não serão perdidas nesta troca.

É interessante deixar o enxame na isca no local definitivo por pelo menos 5 dias para as abelhas se acostumarem com o novo local. Após este período, é possível fazer a transferência para uma caixa racional, caixas INPA são recomendadas para praticamente todas as abelhas.

Primeiramente organize o local onde será feita a transferência. Portanto deixe todos os equipamentos e ferramentas que serão necessárias à mão. Caixa nova, formão, faca ou estilete, cera, fita crepe etc..

Muito cuidado ao manusear a isca pet para não mudar a posição do ninho. Mantenha a isca pet na mesma posição da captura até o final do procedimento de transferência.

Primeiramente retire o saco preto e o jornal que protegem a isca pet. Observe a localização do ninho e dos potes de alimento pela transparência da isca pet. Corte a isca pet com estilete ou uma faca sem danificar o ninho e os potes de mel. Caso não seja possível, danifique o mínimo possível os potes de mel.

Transferências de Abelhas Nativas – Isca Pet

Separe o ninho com o invólucro dos potes de alimento. Remova-o da isca pet e coloque na caixa. Coloque junto na caixa somente potes de alimentos que não foram danificados. Assim evita que o enxame recém transferido seja atacado por forídeos. Coloque um pouco de cera na entrada da caixa para que as abelhas reconheçam a entrada da nova caixa.

Por fim feche a caixa e passe fita crepe por todas as junções, vedando todas as frestas da caixa. Coloque a caixa com a entrada na mesma posição onde estava a isca pet.

Depois de três dias, abra a caixa e coloque alimentação artificial para ajudar no desenvolvimento das abelhas.

Transferências de Abelhas Nativas sem ferrão – Caixas Rústicas para Caixas Padrões e Caixas com Degradação Avançada.

Primeiramente deve-se retirar os potes de alimentos que ficam na volta do ninho com muito cuidado para danificar o mínimo possível os potes de alimento. Assim os potes intactos devem ser separados dos potes que foram danificados.

Retirando potes de mel

O próximo passo é descolar o ninho da caixa com todo o invólucro. Assim evita um maior estresse das abelhas e também da própria rainha. Geralmente a rainha esta dentro do ninho e não é necessário procurá-la na caixa antiga.

Retirando o ninho

Outro ponto muito importante é coletar as abelhas que não voam e depositá-las dentro da caixa nova. Tenha muito cuidado neste procedimento pois as abelhas são frágeis, mesmo as mais robustas.

Feche a caixa e a posicione no mesmo lugar onde estava a caixa antiga. Coloque um pouco de cera na entrada para que as campeiras reconheçam a entrada da nova caixa. Estes detalhes são MUITO importantes.

Feche todas as frestas ou junções da caixa dos módulos com fita crepe para evitar que os inimigos das abelhas possam atacar o enxame.

Após 24 horas da transferência, o enxame pode ser alimentado. Assim podem ser utilizados os potes NÃO danificados da transferência ou utilizar um alimentador para abelhas.

Vedação da nova caixa após a Transferências de Abelhas Nativas

12 respostas em “Transferências de Abelhas Nativas”

Parabéns pelo trabalho. Estas informações são essenciais para quem está começando. Moro no nordeste e quero começar uma criação de abelhas uruçu. Tenho um amigo que tem várias colmeias em caixas modelo nordestino e vamos fazer a divisão para colocar em caixas modelo INPA. Vc recomenda fazer a mudança das abelhas da cx mãe para a modelo INPA no mesmo dia?

Olá Wagner, Muito Obrigado!
Não faça no mesmo dia, deixe a colônia se estabilizar por pelo menos 10 dias após a divisão e então você pode passar para a nova caixa.
Mas tenha muito cuidado neste procedimento. Principalmente em relação a Rainha.
Eu particularmente não gosto de fazer transferência de caixas pois é um procedimento muito invasivo. Faço a transferência de caixa somente em caso muito extremo, como a decomposição da caixa por exemplo.

Ha problema em trasferir ou duplicar as abelhas jatai a noite?

A divisão deve ser feita somente durante o dia por conta do procedimento.
A transferência até pode ser feita a noite, mas requer muito cuidado e experiência no manejo de abelhas nativas.

Comprei um enxame, o antigo dono nunca abriu a caixa. Não sei por onde começo para trocar a caixa delas….

Olá bom dia. Quanto mede essa caixa inpa, que você está passando a fita.

Olá, estou começando criar jataí, estou com 4 enxames, dois estão capturado, uma em uma caixa de madeira que fiz com as iscas e outro em garrafa pets, quero saber se eu posso levar a captura para o outro local definitivo 100 km do local de origem? 2 dos meus enxames, foram feitas transferência de comeia já estabilizada no mato para a minha caixa.

Olá Marcelo, pode fazer sim, 100km é longe o suficiente. Só cuidado para não coloca-las muito perto uma da outra, deixe pelo menos 3 metros de distância. Pegue as capturas a noite e leve para o local definitivo. Ja pode deixar as iscas abertas no local definitivo, para que no amanhecer elas façam o voo de reconhecimento.

Posso capturar abelhas na minha própria propriedade com uma isca em uma árvore e depois transferir para uma caixa em outro local? Este local seria a menos de 50m de distância. É necessário levar para outro lugar distante antes de retornar com a isca?

Olá Renato. É necessário levar para uma distância mínima de 1km, esperar 5 dias e então fazer a transferência. Após mais 25 dias, você pode trazer a caixa para o local definitivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.